terça-feira, 29 de abril de 2014

Pãozinho Dukan Integral

Apesar da grande variedade de pães que podemos fazer com os ingredientes liberados na Dukan, eu às vezes fico enjoada deles! Mais porque as receitas acabam durando muitos dias e comer a mesma coisa por vários dias seguidos me enjoa, kkk!

Resolvi então testar uma receita fácil e rápida, para um pãozinho de porção individual, que não fosse aqueles malditos pães de microondas, que deixam a casa toda fedendo cheirando à ovo, hehe!

Pãozinho Dukan Integral:

2 colheres de sopa de farelo de aveia
8 colheres de sopa de farinha de glúten (100 gramas)
1 colher de sopa de farelo/fibra de trigo
1 colher de sopa de farelo/fibra de soja*
2 colheres de chá de fermento biológico seco
1 pitada de sal
150 ml de água morna

ou PIS (proteína isolada de soja) ou amido de milho. Se usar o amido conta um tolerado. Ah, e não pode no ataque!

Mistura bem todos os secos primeiro e por último a água. Incorpora bem a água, sovando levemente a massa e modela os pãezinhos no formato que desejar. 


Modeladinhos

Deixa descansando/crescendo por 1 hora. 


Crescidinhos

Assa em forno médio por 20 a 30 minutos, sobre uma folha de silicone ou papel manteiga, para não precisar untar a forma.
Pronto:


Assadinhos



Eu fiz 2 pãezinhos redondinhos, tipo pão de hambúrguer, para comer com o hambúrguer caseiro, maionese dukan ou creme de ricota zero, mostarda Heinz e uma fatia de mozzarella light. Não coloquei alface e tomate por opção mesmo, mas estão liberados nos dias de Cruzeiro PL.


Yummy!


Bom, né? Bjks e até a próxima receita.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Camarão na Abobrinha Dukan

Sexta-feira santa sempre foi meio sacrifício para mim... Eu não sou muito fã de frutos do mar, então sempre acabava na massa!!! Este ano a tarefa foi complicada, como escapar de comer carne e massa também??? A sorte é que na Dukan eu meio que tenho tido uns desejos por alguns frutos do mar. Dias atrás foi salmão e hoje acordei com vontade de camarão, ebaaaaa!

E a solução foi um camarão na abobrinha! Na real eu pretendia fazer o clássico camarão na moranga. Como aqui em casa ninguém é fã de frutos do mar e só eu comeria, saí em busca de uma mini moranga... Não achei. #xatiada

Achei mini abobrinha redonda, também conhecida por abobrinha de tronco. Feito! E isso aí, vai ficar delicioso igual e com um índice glicêmico beeeeem menoe, hehe!

Camarão na Abobrinha Dukan:

1 abobrinha redonda
200 gramas de camarão cozido congelado
sal e pimenta a gosto
suco de 1/2 limão
1 fiozinho de azeite de oliva (ou as 3 gotas permitidas)
cebola e alho picadinhos
salsa e cebolinha picadinhas a gosto
2 colheres de sopa de requeijão zero ou light

O primeiro passo é colocar o camarão no suco de limão, com sal e pimenta, para descongelar e temperar. Uns 30 minutinhos são suficientes. 

Enquanto isso, lava bem a abobrinha, remove a "tampinha" e leva ao microondas por 3 a 5 minutos. Com uma colher, escava o "recheio" da abobrinha, removendo as sementes. Cuidado para não furar a casca!!!

Depois, refoga a cebola e o alho no azeite, junta o camarão, refoga um pouquinho, uns 2 minutos, para não ficar borrachudo. Acrescenta a salsa e a cebolinha e por fim o requeijão. Recheia a abobrinha e gratina no forno, uns 15 minutos.

Voilá! Simples, rápido e delicioso.




Domingo a carne está liberada e o menu será, óbvio, churrasco, hehe! Amanhã é o dia do casório aquele que tenho falado e vou tentar não jacar, kkkk! A notícia maravilhosa da semana é que EU ENTREI NO VESTIDO QUE QUERIA USAR!!!! Uhuuuuuuuuuu! Se der, domingo posto fotos. Bjks e boa Páscoa, sem jaca, hein? ;)

terça-feira, 15 de abril de 2014

Cachorrinho Quente de forno Dukan

Chegando em casa com fome, depois de dar aula por 4 horas consecutivas, em pé, me deparei com um pacote de salsicha de peru light com a data de vencimento se aproximando... Bom, vou ter que usar a salsicha, mesmo que seja tolerado, paciência. Como já tivemos uma receita chamada Totosinho Dukan por aqui, esta resolvi chamar de cachorrinho de forno mesmo, hehe!

Dei uma adaptada numa receita que achei na www, pois durante o desafio é para consumir apenas 1 tolerado ao dia, né? Na receita original ia amido de milho, que troquei por PIS (proteína isolada de soja), já que a salsicha não dava para tirar, dã!. Tirei tb a mozzarella light da massa (também é tolerado).

Cachorrinho Quente de forno Dukan:

1 colher de sopa de farelo de aveia 
2 colheres de chá de fermento químico
3 colheres de sopa de PIS
150ml soro de leite ou leite desnatado
3 colheres de sopa de queijo cottage zero caseiro
1 ovo
1 pitada de sal 
4 salsichas de peru light cozidas 
orégano para polvilhar

Bate tudo no liquidificador, menos as salsichas, lógico, hehe! Enquanto isso põe as salsichas para cozinhar em água. Coloca a massa em forminhas de silicone, mistura as salsichas picadas na massa e polvilha com orégano. Assa em forno pré aquecido (160 a 180ºC), por uns 20 a 30 minutos.

Receitinha coringa essa, hein? Dá para fazer sem o farelo, dá para substituir a salsicha por frango desfiado, atum em água (para quem gosta), presunto magro, peito de peru light, carne moída, camarão... Noooossa, são infinitas possibilidades! E dependendo do recheio, com PIS pode desde o ataque. 


Rendeu estes 6 fofinhos aí, mas só pode comer 3!!! Bom, né?



segunda-feira, 14 de abril de 2014

Desafio: para não jacar na Páscoa!





Nada disso!!!! Está lançado o desafio, de hoje até domingo, para diminuir drasticamente as chances de jacar no feriadão, hehe! 

Nosso desafio consiste em:

  • 4 dias de PP (proteína pura): de segunda à quinta
  • 3 dias de PV/PL (proteína e vegetais/legumes): de sexta à domingo
  • 30 minutos de atividade física, no mínimo, TODOS os dias!
  • 2 litros, no mínimo, de líquidos por dia (chá, café, água, suco verde)
  • Limitar tolerados a 1 por dia, de preferência evitar
  • Fazer as refeições intermediárias (lanche da manhã e tarde) 
  • Não jacar, sob hipótese alguma!!!

Refrigerante fica proibido e sucos de pacote com muita moderação, ok?

Sei que deveria ter postado ontem e tal, mas teve GreNal, sabe como é, depois do jogo fica vendo e revendo os melhores lances e esquece da vida do blog, kkkkk!

Quem hoje estava em dia de PV/PL basta começar amanhã e fazer 3 dias PP e 3 PV/PL, combinado? Pesagem vale a de hoje de manhã ou amanhã, para quem não se pesou hoje.



E nada de comer chocolate escondido, hein? Lembra sempre que são poucos segundos na boca e um estrago fenomenal na balança! :P

Bora?

sábado, 12 de abril de 2014

Pão Ciabatta Dukan

Amanhã acontece aqui em Porto Alegre a 5ª edição do Comida de Rua, feirinha bacana e descolada. Eu acho um charme este tipo de evento e pretendo cada vez mais frequentá-los na minha cidade! Sim, porque parece mentira que quando as coisas acontecem pertinho da gente é aí que a gente não vai, né? Fica naquela preguiça, atirado no sofá ou na cama o domingo inteiro, engordando e vendo TV. 

Eu sempre gostei de uma comidinha de rua, mas fiquei fã mesmo quando visitei a feira de Smorgasburg, que acontece todo sábado no Brooklyn, à beira do East River, no East River State Park. É muita delícia diferente reunida em poucos metros quadrados! Tinha até carne de alligator, que eu não cheguei nem perto, lógico, kkk! Não sou muito fã de comidas exóticas. :P


Smorgasburg
White Tiger Sandwich, with jalapeño chips and maple lemonade, yummy!

East River shore
Manhattan skyline


Mas como faz para comer comidinha de rua estando de dieta? É, não é tarefa das mais fáceis, mas nesta edição um amigo querido estará participando e já combinei de levar meu pão Dukan para ele rechear com os ingredientes do sanduba gourmet de ciabatta que ele inventou, rá! Alguns dos ingredientes do recheio não são assim liberaaaados, pois é carne de porco (que nunca entendi porque não pode na Dukan, já que não é uma carne gorda, se escolhermos bem o corte, mas... ) e um molho a base de mostarda Dijon com mel. A mostarda pode, mas o mel não poderia, humpf! Vou considerar 1/2 jacada, já que não vou comer carbo, kkkk!

Fui então catar uma receita de ciabatta que eu pudesse adaptar para a Dukan... E não é que achei?


Pão Ciabatta Dukan:

100 gramas de farinha de glúten e mais para enfarinhar 
90 ml de água
1/3 colher de chá de sal
1 colher de chá de fermento biológico seco
1/2 colher de azeite de oliva e mais para untar


Numa tigela mistura a farinha de glúten e o fermento. Dissolve o sal na água e despeja na tigela com farinha e vai misturando com uma colher até incorporar bem. Agora tem que sovar, puxando a massa para o alto e voltando, como se fossem tapas, por uns 5 minutos. A massa é molenga e pegajosa mesmo, não assusta!


Unta outra tigela com azeite de oliva e transfere a massa e rega a massa azeite de oliva. Cobre a tigela com uma toalha e deixa a massa descansar até dobrar de tamanho. O tempo de espera vai depender muito da temperatura ambiente, mas acredito que de 1 a 2 horas sejam suficiente. Este tempo é para a massa crescer e para formar bolhas de ar no interior. 


A partir de agora, o manuseio da massa deve ser suuuuuper gentil, para não perder este efeito aerado aí da foto.
Enfarinha a bancada (ou uma assadeira bem rasa ou uma folha de silicone) com farinha de glúten e, cuidadosamente, acomoda a massa. Rola a massa, com bastante calma e delicadeza, sobre a farinha, sem apertar para não destruir as bolhas de ar, tentando moldar a massa num formato de pantufa/chinelo (ciabatta, traduzido, quer dizer exatamente isso, hehe). A folha de silicone ajuda muito nesta hora! #ficaadica






Transfere a massa para uma forma ou assadeira untada com azeite de oliva, cobre de novo com um pano e deixa crescer por mais 1 ou 2 horas.

Assa em forno pré aquecido, 200ºC,  por cerca de 15 minutos ou até dourar bem. O ciabatta bem assado deve soar oco, para saber basta dar uns tapinhas no pão, hehe! Retira do forno e deixa esfriar sobre uma grade. 



Amanhã eu conto se ficou só bonitinho ou é gostoso também, hehe! Bjks.

Update em 14/04/14: o amigo querido, que mencionei no post , teve problemas com o fornecimento dos ciabattas e acabou não expondo na Feira... #xatiada Meu ciabatta Dukan acabou voltando para casa e ficou jogado num cantinho até hoje, tadinho. Mas eis que hoje ele foi honrado com um sanduíche muso:




No recheio: creme de ricota zero, 1/2 fatia de mozzarella light, rosbife de picanha, cottage zero e mostarda Dijon! Delícia ou muito sensacional?

Bjks.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Geléia de Goiaba Diet (Máquina de Pão)

Esta não é uma receita Dukan, é uma receita diet, para a vida. Na Dukan só é permitida a partir da consolidação, na cota de frutas permitida por dia. Como ainda não cheguei na consolidação, vou ficar só sentindo o cheirinho, buáááá! Fiz a geléia para a mammy poderosa e o marido, que adoram um docinho, precisam perder uns quilinhos extras, mas não estão fazendo Dukan.

Quem está fazendo a nova versão da Dukan, a Escada Nutricional, pode consumir a partir da quarta-feira, quando entram as frutas no programa. Sempre lembrando de não ultrapassar a cota. Exemplo: usei 8 goiabas para fazer esta receita, então 1/8 da receita será equivalente a uma goiaba, entendido?

Vamos à receita.


Geléia de Goiaba Diet:

3 xícaras de polpa de goiaba vermelha (800 gramas ou 8 goiabas grandes mais ou menos)
2 xícaras (100 g) de adoçante culinário


Descasca e bate no liquidificador as goiabas, com um pouquinho de água, para obter a polpa. 



Passa a polpa com as sementes de goiaba por uma peneira e despeja na forma da máquina junto com o adoçante. 


Programa o ciclo Geléia (na minha Mondial é o 9). 



Deixa esfriar e guarda em potes de vidro bem fechados.

Esta receita rendeu 3 potinhos. Não é tão mais barato que a pronta, mas com certeza é mais saudável que as do super, cheias de conservantes.

Bjks e até a próxima receita.

A Escada Nutricional Dukan

Atualizado em 20/04/2014, com informações dos livros francês e italiano e do grupo sobre a nova dieta Dukan do Facebook. Itens atualizados em vermelho e itálico.


Finalmente no ar o post sobre o novo método proposto pelo Dr. Dukan, que foi lançado na Europa mês passado. Ainda não temos informações oficiais sobre este método no Brasil, mas algumas assinantes do site oficial brasileiro perguntaram e a previsão é que chegue por aqui até o final deste ano.

Resolvi então juntar informações disponíveis nos sites oficiais americano e francês,  além de alguns outros sites e blogs. Traduzi e resumi para por aqui. Semana que vem será lançado o livro na Itália e uma companheira dukaniana que mora lá irá passar mais informações, ebaaaaa! Vamos atualizando aqui conforme forem surgindo mais informações, então fiquem ligadas, hehe!

Mas afinal de contas, o que é a Escada Nutricional?

Basicamente, o método consiste na adição de um grupo alimentar a cada dia da semana, formando uma escada com 7 degraus, um para cada dia da semana.



O que acontece, mais ou menos, é que acabamos tendo as três primeiras fases da dieta em uma única semana. O programa deve ser seguido até que se atinja o peso desejado. Depois parte para a consolidação do método tradicional, 10 dias por quilo mandado para a terra do nunca mais. 

Resumindo: de segunda a domingo, subindo a escada e, na segunda seguinte, começa tudo de novo! Não é obrigatório começar na segunda, tu escolhes o dia que melhor te convier, mas que segunda é o dia mundial de começar dieta, ah é, né?

O emagrecimento é mais lento que no método tradicional, que fique bem claro!!! Em estudo feito na França, com 80 pessoas, por 2 meses, a perda média foi de 700 a 800 gramas por semana. Segundo o site francês, é indicada para quem tem pouco peso para eliminar (cerca de 5 quilos), quem ganhou uns quilinhos depois da última dieta, para quem não se adapta bem ao método Dukan tradicional, por conta das restrições ou para quem não tem pressa, kkk!



* Não fracionar significa que esta porção deverá ser ingerida em uma única refeição. Os carboidratos sugeridos são: 210 gramas de lentilha, feijão branco ou grão de bico, 200 gramas de quinoa, 190 gramas de macarrão integral ou 170 gramas do comum, 190 gramas de milho em espiga ou 160 de grãos, 170 gramas de arroz basmati, 170 gramas de arroz integral, 150 gramas de arroz branco, 140 g de batata doce, 80 gramas de batata inglesa/branca. E o peso é do prato já cozido. 
Como escolher o amido: começar por aquele que mais gosta, privilegiando o prazer!! Se não tiver preferência, escolher a lentilha ou a quinoa, pelo menor índice glicêmico.

Enfim, são basicamente os mesmos permitidos na consolidação (ver livros "Eu não consigo emagrecer" ou "O método Dukan ilustrado").

** Na refeição de gala pode comer o que quiser, porém sem repetir o prato. Pode conter uma entrada, prato principal, sobremesa e uma taça de vinho.

Além destas orientações, é obrigatório o consumo de 1 e 1/2 colher de farelo de aveia, todos os dias, e no mínimo 1,5 a 2 litros de água. A atividade física é a mínima recomendada, eu com certeza faria mais que 10 a 20 minutos. Tolerados não são citados nos livros francês e italiano, então vamos assumir que não são permitidos, ok? Os laticínios continuam sendo 0% de gordura, com exceção dos 40 gramas de queijo que entram no dia 5. Nos demais dias, somente 1 tolerado por dia. 

Há alguma controvérsia sobre a quantidade de frutas, se duas, uma ou 150 gramas por dia, nas pesquisas que fiz. Na dúvida eu optaria por uma apenas. De acordo com o livro italiano, são 150 gramas de frutas, sendo 1 porção de morangos ou framboesas,1 laranja média , 2 bergamotas (tangeninas ou mexiricas), 2 figos frescos, 2 kiwis médios , 1 maçã media, 1 pêra media, 1 rodela de 2cm de abacaxi, 1/2 melão médio, 1 talha de melancia, 1/2 manga, 1/2 mamão papaia. 
Estão proibidas bananas, uvas, cerejas , frutas secas  ou oleosas.

O queijo poderá ser um pouquinho mais gostoso gordo, até 50% de gordura. Exemplos: gouda, massdam, edam, taleggio, parmesão, curado, de cabra, gorgonzola, enfim, praticamente qualquer queijo delicioso, kkk!

Este post e mesmo este novo método não dispensam a leitura do livro!!!! É lá que estão as informações importantes sobre como levar a dieta (e a vida) com saúde!!!

Ando bem a fim de experimentar o novo método. Embora ainda tenha 16 quilos para mandar para a pqp a terra do nunca mais, acho bastante interessante para evitar jacadas, hehe! É, eu jaco um pouco... Acho também que será mais fácil fazer a mammy e o marido aderirem. Devo começar depois da Páscoa, pois tenho um casório para ir no sábado e quero emagrecer bem ainda esta semana, hehe!

Que fique claro, farei por minha conta e risco, já que não há orientação oficial sobre a Escada Nutricional no Brasil, ainda.

Bjks e até logo mais com mais uma receitinha.


quarta-feira, 9 de abril de 2014

Pão Colonial Dukan (Máquina de Pão)

Estava devendo outra receita de pão para fazer na maquininha amada, né? Pois prometo e cumpro. Peguei o livrinho de receitas da panificadora e fui direto na página de um dos meus favoritos, quando não estava de dieta, o pão colonial. O que fiz foi substituir a farinha de trigo pela de glúten, a manteiga pelo iogurte natural desnatadocortar fora o açúcar (o que eu já fazia antes) e aumentar a quantidade de fermento... Esta foi uma constatação ao longo das minhas experiências com a farinha de glúten, ela não responde tão bem ao fermento quanto a farinha comum. Para ficar bonito e crescidinho, é bom aumentar a quantidade de fermento e usar o líquido sempre morno. #ficaadica

Pão Colonial Dukan:

Pão de 450g

3/4 do copo (175ml) de leite com 1 ovo (coloca o ovo no recipiente e completa com leite)
1 colher  de sopa de iogurte natural desnatado
1 colher de chá de sal
2 copos (200 gramas) de farinha de glúten
2 colheres de chá de fermento biológico seco

Pão de 600g

1 copo (240ml) de leite com 1 ovo (coloca o ovo no recipiente e completa com leite)
1/2 colher de sopa de iogurte natural desnatado
1/2 colher de chá de sal
copos (300 gramas) de farinha de glúten
3  colheres de chá de fermento biológico seco

Pão de 900g

1 1/3 copo (320ml) de leite com 1 ovo (coloca o ovo no recipiente e completa com leite)
2 colheres  de sopa de iogurte natural desnatado
1 1/2 colher de chá de sal
4 copos (400 gramas) de farinha de glúten
4 colheres de chá de fermento biológico seco

Coloca os ingredientes, na ordem acima, na forma da máquina. Seleciona o ciclo normal (na minha Mondial é o 1), tamanho (600 para os de 450 ou 600 gramas / 900  para os de 900 gramas, dã!) cor claro, médio ou escuro, de acordo com o teu gosto. 




Deixa esfriar por uns 30 minutos depois de desenformar. Aí corta as porções e guarda em sacos ou potes bem fechados! Lembrando que a farinha de glúten é permitida 100 gramas/dia, em dias alternados, até 3 vezes na semana, a partir do cruzeiro. Já vi receitas que dizem que pode farinha de glúten no ataque, mas como sempre digo, na dúvida não como, hehe! E como sempre digo também, o ataque passa muuuuuito rápido, não é tão difícil assim segurar a onda. Quando chegar no cruzeiro é que a diversão começa, hehe!



Como na receita vão 200 gramas da farinha de glúten, significa que podemos comer metade deste pão por dia!!! Mas vou confessar que 1/4 (2 fatias grossas) dele é uma baita refeição. E é muito gostoso, crocante por fora e fofinho por dentro. Mais um da série "nem parece dieta". Com creme de ricota light e peito de perú light, huuuum, "diliça"!


Dica: o pão de aveia dura legal uns 3 dias fora da geladeira, depois disso azeda e vai pro lixo! Por isso tenho optado por fazer receitas menores. Olha aí o pão de aveia com 1/2 receita:



Este de hoje fiz a de 450 gramas, tenho pão para hoje e sexta. Depois é só fazer mais, novinho. Principalmente esta receita, que leva ovo e leite. Acho que não vou nem arriscar deixar fora da geladeira de hoje para sexta, está calor pacas por aqui estes últimos dias, parece que o "veranico de maio" este ano resolveu chegar mais cedo.

Quem não tem tempo ou tem preguiça de fazer mais de uma vez na semana, pode cortar as porções e congelar. Depois é só colocar, congelado mesmo, para aquecer no forno ou na Air Fryer.

Bjks e até a próxima receita.

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Barrinha de Cereal Dukan

Bah, a sopa milagrosa é deliciosa, mas não faz o milagre de tirar a fome, kkkk! Segura por umas 2 horas, mas depois a fome vem com tudo. Ainda bem que eu tinha feito estas barrinhas de cereal ontem e levei na bolsa, salvou minha tarde.

Fazia dias que eu vinha matutando como fazer uma barrinha Dukan e ontem veio uma idéia, baseada num post que vi sobre o "ovo de chia" lá no grupão do Facebook. Fui pesquisar sobre o assunto e descobri que os veganos usam muito este gel de chia em substituição ao ovo. 


Legal, né? Então vamos à receita:

Barrinha de Cereal Dukan:

1 colher de sopa de semente de chia
60 ml de água
8 colheres de sopa de farelo de aveia
2 colheres de sopa de adoçante culinário
2 colheres de sopa de goji berry

Deixa as sementes de chia de molho na água, por uns 20 minutos, até formar um gel. Depois, mistura o farelo de aveia e o adoçante até formar uma pasta bem pesada. Acrescenta as gojis e mistura de leve. Para assar, leva ao forno, pré aquecido, por uns 15 a 20 minutos. 

Testei assar em um refratário untado com um pinguinho de azeite (tira o excesso com papel toalha) e direto sobre a folha de silicone, modelando com a colher. Achei mais legal na folha. Ah, e tem que cortar antes de assar. Quem não tem a folha de silicone pode usar papel manteiga sobre a assadeira.



Depois que esfriar é só embalar em papel filme e pronto. 




Eu usei, no lugar do adoçante, 2 colheres de sopa da geléia de goji que fiz semana passada e 1 colher de goji em passas, por isso as minhas estão bem coradinhas. Acho que talvez fiquem mais clarinhas com adoçante e goji em passas.


Rendeu 6 barrinhas, o que dá quase 1,5 colheres de farelo de aveia por porção. Mas dá para fazer 8 menores, por exemplo. Ou 4 enormes, vai da fase, da fome e do gosto de cada um, né? Ainda não sei sobre a durabilidade dela, pois fiz ontem, mas acredito que dure tranquilamente uns dias na geladeira, embaladas em papel filme. As minhas não irão durar todo este tempo, pois já saí distribuindo para o povo experimentar, kkkkk! Teve boa aceitação, viu? Eu achei beeem gostosa, melhor que a da loja do tio Pierre, com a consistência bem parecida, só que mais barata e sem tolerados!

Ah, permitida a partir da cruzeiro, por causa da chia: https://www.dietadukan.com.br/a-dieta-dukan/em-dia-com-dieta/736-semente-chia-dieta-dukan

Bjks e até a próxima receita.

Sopa Milagrosa Dukan

Apesar do calor que tem feito, ando numa vibe de sopinhas ultimamente. E também tenho um casório para ir no dia 18 e quero ver se mando para o espaço mais uns 2 kg até lá, kkkk!

Desta vez resolvi testar a receita da Sopa Milagrosa que está no livro "Eu não consigo Emagrecer", do tio Pierre. Não sei precisar qual a página, pois meu livro é digital e a paginação varia conforme o tamanho da fonte escolhida.

Claro que dei uma modificadinha, nada demais, exclui os caldos de galinha e legumes, usei só caldo de carne. Achei que caldo de carne combina melhor com os tomates, hehe! Usei menos cebolas também, para não fica só com gosto delas, e menos cenouras, já que elas tem um índice glicêmico alto. E claro, acrescentei pimenta cayenna e gengibre.

Sopa Milagrosa Dukan:

3 dentes de alho
3 cebolas grandes
1 lata de tomates pelados
1 couve grande
3 cenouras grandes
1 pimentão verde
4 talos de alho poró (salsão/aipo ainda está difícil de achar)
3 litros de água
4 cubinhos de caldo de carne (zero gordura não achei...)
1 pitada de pimenta cayenna
1 colher de sopa de gengibre em pó
sal a gosto

Descasca o que for de descascar, lava o que for de lavar e corta em pedaços médios. Joga na panela, cobre com água e fogo. 



Cozinha até os legumes ficarem macios. A couve eu tinha comprado já em tirinhas finas, então deixei para por quando já estava quase pronta. Como a cenoura é o mais "duro" destes legumes, quando ela estiver macia está pronta.




ATENÇÃO: NÃO BATER!!!

Segundo o Dr. Dukan, é justamente na preservação dos sólidos que está a eficácia emagrecedora da sopa.

Acabei de almoçar um consommé enorme da sopa, achei deliciosa, mas acho que na próxima vez vou fazer o caldo de carne caseiro e deixar os pedaços de carne, para dar mais "sustância", kkk! Vamos ver se segura a fome até a hora do lanche, que hoje é mais uma invenção by Ale, barrinha de cereais Dukan, feita em casa! Receita publico à noite. Bjks.